Institucional

Institucional

Distâncias aumentadas pela pandemia

O distanciamento social faz com que muitas pessoas, especialmente as crianças, se sintam  isoladas de familiares, amigos e pessoas queridas. A estudantes Luana Martins, do São José Max, uniu empatia e criatividade para resgatar um hábito antigo que diminui essa sensação e estreita laços afetivos. Ela criou o Correio da alegria e envia, diariamente, cartas escritas e ilustradas à mão, com todo o capricho e carinho, a familiares, vizinhos professores e colegas de classe. 

“Eu sempre gostei muito de ler e escrever e com os projetos do colégio eu me desenvolvi bastante. Adoro as aulas de Português e mais ainda as de Produção Textual”, conta Luana.
O correio tornou-se uma atividade colaborativa que envolve todos os membros da família. As irmãs Luana e Luna e a mãe, Cássia, escrevem e ilustram as cartas e  o pai fica encarregado de entregar as que têm destinatários mais distantes, como os alunos de Cássia, que leciona na rede municipal.  “Luana foi muito bem acolhida no São José e esse potencial que ela tem para a escrita é muito bem trabalhado e incentivado com os projetos de lá. Ela se encantou muito com a oportunidade de publicar no livro da Jornada Literária”, conta a mãe. 

São ações como esta que incentivam também outras pessoas a uma corrente do bem, em um momento em que notícias ruins nos poe pra baixo diariamente, ações boas como esta nos dão fôlego e alegria.
A iniciativa da família virou página no Instagram e ganhou destaque na TV Globo. 
Veja mais detalhes no @afetoempalavrasescritas

 

Inicial | Voltar